Pesquisa personalizada

Fonética da Língua Italiana

Preparamos algumas tabelas para você praticar, além de notas explicativas. Acompanhe.

Um assunto muito procurado

Confira esse importante conteúdo para articular melhor sua fala e escrita da lingua italiana.

Participe!

Usuários costumam ajudar uns aos outros, através dos comentários, tirando dúvidas e colaborando com as publicações. Conhecimento nunca é demais! #Compartilhe

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Os usos das preposições 'di' e 'da'

A preposição 'di' pode ter os seguintes usos:

  • Feito de certo material: 
    • un tavolo di legno = uma mesa de madeira
    • un vaso di ceramica = um vaso de cerâmica
  • Ideia de conteúdo, medida, peso, idade: 
    • un piatto di pasta = um prato de macarrão
    • un bicchiere di vino = uma taça de vinho
    • un pezzo di pollo = um pedaço de frango
    • un uomo di 50 anni = um homem de 50 anos
  • Ideia de posse: 
    • l'auto di Giovanni = o carro de Giovanni
    • la madre del tuo amico = a mãe do teu amigo
    • l'idea di Maria = a ideia de Maria
  • Sobre o que se fala: 
    • Di che parlano? = De que falam?
    • Parlano di te = Falam de você.
    • Di cosa parla? = De que fala?
  • Comparações: 
    • più di me = mais (do) que eu
    • meglio di niente = melhor (do) que nada
    • meno di ieri = menos (do) que ontem
    • sono più alto di te = sou mais alto (do) que você
  • No plural dos indefinidos: 
    • dei ragazzi = uns garotos 
    • delle donne = umas mulheres

A preposição 'da' pode ter os seguintes usos:

  • Local de partida (como o from no inglês): 
    • Da dove vieni? = De onde você vem?
    • Vengo diretamente da casa = Venho diretamente de casa
    • Sono arrivato dal negozio = Cheguei da loja.
    • Quanto è lontano il mare da qui? = O quão distante é o mar daqui (de aqui)?
  • Ideia de propósito:
    • un bicchiere da vino = uma taça para vinho (que serve para beber vinho)
    • i pantaloni da sci = calças para esquiar
    • scarpe da donna = sapatos para mulheres
    • un vestito da sera = um vestido para a noite
  • Ator de uma ação:
    • lettera scritta da me = carta escrita por mim
    • fatto dalle ragazze = feito pelas garotas
    • visto da tutti = visto por todos
  • Duração:
    • Abito a Roma da molti anni = Vivo em Roma há muitos anos
    • Abito a Roma da 1990 = Vivo em Roma desde 1990
  • Algo que se precisa fazer:
    • Questa è la strada da seguire = Essa é a estrada a seguir/que se deve seguir.
    • Cosa c'è da fare? = Que há para fazer?
    • Ci sono i piatti da lavare = Há os pratos para lavar.
  • Uma ação consequente de algo:
    • Non sarebbe così ingenuo da credere a lui = Você não seria tão ingênuo a ponto de acreditar nele.
  • Expressar ideia de diferença:
    • Il Brasile non è molto diverso dall'Italia = O Brasil não é muito diferente da Itália
  • Expressar um momento da vida ou condição
    • Da piccolo ero magro = Quando pequeno, eu era magro
    • Da grande sono grasso = Adulto, sou gordo
  • Expressar o valor em dinheiro
    • Un biglietto da 100 euro = Um bilhete de 100 euros

Percebam que enquanto os usos da preposição italiana 'di' normalmente correspondem aos usos da preposição portuguesa 'de', os usos da preposição 'da' divergem e nem sempre encontram um correspondente idêntico em português.

Espero que o post tenha sido útil.
Qualquer dúvida, correção ou contribuição, é só deixar um comentário.

Grazie e arrivederci!

quinta-feira, 19 de maio de 2016

La 'D' eufonica

"Si comincia la cernita, al buio, od alla fioca luce di una lampada ad acetilene..." (A. Mallardi)

É muito comum, no italiano, se acrescentar a letra "d" às vogais "a, e, o" quando elas se encontram diante de outra vogal. Entretanto, é melhor limitar-se a colocar o "d" eufônico somente diante de palavras que começam com a mesma vogal.

Ex.: ad amare; ed esperienza; od opera; etc.

É preferível, portanto, que se diga/escreva "e io" ao invés de "ed io"; "e ora" ao invés de "ed ora"; "a Occidente" ao invés de "ad Occidente". Porém, não raro o "d" eufônico se torna desnecessário, pois produz certa cacofonia.

Ex.: a adempire (ao invés de ad adempire); o odiare (ao invés de od odiare).

Não se deve usar "ad, ed, od" diante de palavras iniciadas por consoantes.

Qualquer dúvida, deixa um comentário.
Arrivederci!

sábado, 5 de março de 2016

REVISIONE: L’ARTICOLO (PARTE 2)

-> USO DEGLI ARTICOLI INDETERMINATIVI
un – é usado diante de palavras masculinas singulares que iniciam com consoantes (exceto s impura, x, z, ps, gn) ou vogais, salvo quando a vogal for i seguida por outra vogal. Nunca se usa apóstrofo com un.
Es.: un atomo, un otre, un prato, un uomo.
uno – usado diante de palavras masculinas singulares começadas por s impura, x, z, ps, gn.
Es.: uno zaino, uno pneumatico, uno spirito.
una – usado diante de palavras femininas singulares, assumindo a forma un’ diante de palavras iniciadas por vogal.
Es.: una madre, un’oasi, un’idea, una sorella.
As formas plurais dos artigos indefinidos em italiano não existem! Em seu lugar são usados artigos chamados de partitivos, coisa que vem duma influência francesa, mais do que de um hábito italiano. Porém eles podem aparecer na língua. Entretanto eles não passam de uma articulação entre a preposição di e um dos artigos definidos (di+i = dei; di+gli = degli; di+le = delle, etc.).

Es.: Sono venute delle ragazze a cercarti. (Vieram umas meninas…)
OU: Sono venute alcune ragazze a cercarti. (Vieram algumas meninas…)

Es.: Dei bambini giocano in cortile. (Uns garotos…)
OU: Alcuni bambini giocano in cortile. (Alguns garotos…)

Es.: Degli uccelini cantano. (Uns passarinhos cantam.)
OU: Alcuni uccelini cantano. (Alguns passarinhos cantam)
Percebam que os partitivos podem ser substituídos pelas expressões alcuni, alcune (alguns, algumas) as quais são mais bem vistas dentro do bom e correto italiano. E como se tratam de uma junção entre preposição e artigo definido, eles seguem a mesma regra de utilização do artigo ao qual se fundem.

sábado, 20 de fevereiro de 2016

REVISIONE: L’ARTICOLO (PARTE 1)

-> SPECIE DELL’ARTICOLO
a) determinativi: definidos (o, a, os, as);
b) indeterminativi: indefinidos (um, uma, uns, umas).
-> DETERMINATIVI Masculino Singular (o): il, lo, l’
Masculino Plural (os): i, gli, gl’
Feminino Singular (a): la, l’
Feminino Plural (as): le
-> INDETERMINATIVI
Masculino Singular (um): un, uno
Masculino Plural (uns): [dei, degli]
Feminino Singular (uma): una, un’ Feminino Plural (umas): [delle]
-> USO DEGLI ARTICOLI DETERMINATIVI
il e i – são usados somente diante de nomes masculinos começados por consoante (exceto z, x, s impura, gn, ps), singular e plural respectivamente.
Es.: il cane, i cani; il suocere, i suoceri; il pioppo, i pioppi.
lo e gli – são usados somente diante de nomes masculinos que começam por z, x, gn, ps e s impura, singular e plural respectivamente.
Es.: lo spavento, gli spaventi; lo zotico, gli zotici; lo psichiatra, gli psichiatri.
NOTA: diante do nome dei (deuses) se usa o artigo gli.
Es.: il dio, gli dei.
Porém o artigo lo se une aos nomes iniciados por vogais e é usado no lugar do artigo il;
Es.: l’uomo (lo uomo), l’esame (lo esame)
mas ele não se une aos nomes masculinos que iniciam pela letra i seguida por outra vogal.
Es.: lo iato (não l’iato), lo iettatore (não l’ietattore)
Já o artigo gli se une somente aos nomes masculinos plurais que iniciam pela letra i.
Es.: gl’Italiani, gl’indigeni.
la e le – são usados somente diante de nomes femininos, singular e plural respectivamente.
Es.: la fanciulla, le fanciulle; la scogliera, le scogliere.
Porém o artigo la se une aos nomes iniciados por vogais.
Es.: l’acqua (não la acqua), l’isola (não la isola).
mas ele não se une aos nomes femininos que iniciam pela letra i seguida por outra vogal.
Es.: la iarda (não l’iarda), la iattura (não l’iattura).
RESUMINDO:
-> os artigos definidos são:
il – para palavras masculinas singulares iniciadas por consoante, exceto z, s impura, gn, ps, x.
Es.: il cane, il ragazzo, il padre.
i – para palavras masculinas plurais iniciadas por consoante, exceto z, s impura, gn, ps, x.
Es.: i cani, i ragazzi, i padri.
lo – para palavras masculinas singulares iniciadas por z, s impura, x, gn, ps ou por vogais, assumindo a forma l’ neste último caso, salvo quando a vogal for i seguida de outra vogal.
Es.: lo spirito, lo psichiatra, l’ospite, l’albergo, lo iota, lo iodo.
gli – para palavras masculinas plurais iniciadas por z, s impura, x, gn, ps ou por vogais, assumindo a forma gl’ quando a vogal for i.
Es.: gli spiriti, gli psichiatri, gli ospiti, gl’indigeni.
la – para palavras femininas singulares, assumindo a forma l’ quando as palavras iniciam por vogal, salvo quando a vogal for i seguida de outra vogal.
Es.: la madre, la sorella, l’eco, l’isola, la iarda, la iattura.
le – para palavras femininas plurais.
Es.: le madre, le sorelle, le isole, le iarde.
[CONTINUA…]

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Parece mas não é…

Como você entende a palavra palestra?

Provavelmente algo relacionado a algumas pessoas sentadas dentro de uma sala ou auditório, apenas ouvindo o que um palestrante fala. Correto? Não em italiano!

Palestra em italiano significa um local para práticas desportivas, em outras palavras, uma academia de ginástica!

Gostaram? Vocês podem deixar dicas ou dúvidas nos comentários.

Arrivederci!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

CIAO!

Olá galera,

bom, estou fazendo um trabalho de revitalização no blog a partir de hoje.
Estou revendo alguns posts antigos, rescrevendo-os, corrigindo possíveis erros de português ou italiano, adicionando novas informações, remodelando-os, enfim, estou fazendo o blog novo! Hehe...

Felice anno nuovo a tutti voi chi studiate qui, con me. Che quest'anno sia pieno di gioia, salute, pace e realizzazioni!! Questi sono i miei veri auguri per voi!! Grazie anche per vostra pazienzia e per farmi sempre sentire vostra amicizia! Tante grazie!! Fin' a presto! :]

Denilo Santos.